França 2 x 0 Nigéria. Uma mudança, dois gols

A França experimentou, nesta segunda-feira (30/6), o poder de uma mudança. Bastou trocar um jogador – Giroud por Griezmann – que o jogo diante da Nigéria, até então complicado e equilibrado, foi resolvido com amplo predomínio e dois gols nos 10 minutos finais. Com o placar de 2 a 0, os franceses se classificaram para as quartas-de-final da Copa do Mundo de 2014.

Na partida, em Brasília, a Nigéria tinha toda a simpatia da torcida, por três motivos: a), 1986; b) 1998; c) 2006., anos em que a França passou pelo Brasil em Copas. De modo que um gol nigeriano, de Emenike, aos 19 minutos, foi amplamente comemorado no estádio Mané Garrincha até ser (corretamente) anulado, por impedimento. Os nigerianos, num 4-2-3-1, conseguiam bons contra-ataques e equilibravam o jogo diante dos franceses, armados no 4-3-3, mas com Giroud apagado como centroavante e Benzema incomodado por atuar aberto pela esquerda. Apesar disso, a melhor chance do primeiro tempo foi francesa: Pogba finalizou à queima-roupa e o goleiro Enyeama – eleito pela Fifa o melhor da posição na primeira fase – fez jus à fama e defendeu.

No início do segundo tempo, a Nigéria perdeu o volante Onazi, vítima de um pisão criminoso de Matuidi – que só levou cartão amarelo. Gabriel entrou em seu lugar. Mesmo assim, a Nigéria não se perdeu em campo e era perigosa em jogadas pelas pontas.

Até que Griezmann entrou no lugar de Giroud, aos 17 minutos. Até então, o centroavante só havia sido notado em campo porque matava todas as jogadas de ataque da França. Nem seu tamanho (1,92m) valia alguma coisa. Na melhor oportunidade que teve para cabecear, apenas o topete pegou na bola. Sem ele em campo, Benzema assumiu o posto de centroavante e Griezmann passou a cair pelo lado esquerdo. E a França passou a mandar no jogo.

Aos 24 minutos, Benzema recebeu pela esquerda, driblou um zagueiro, tabelou com Griezmann e, de frente para o gol, bateu em cima de Enyeama. A bola pegou de novo em Benzema e não entrou porque o atacante Moses estava estranhamente na defesa e salvou em cima da linha. Aos 31, Benzema cruzou para Cabaye dominar e chutar no travessão. Dois minutos depois, Enyeama salvou a Nigéria de novo, ao colocar para escanteio uma cabeçada forte de Benzema.

E Enyeama sentou na pele as agruras de ser goleiro. Em seguida à grande defesa, ele saiu mal no escanteio cobrado por Valbuena. Deu apenas um tapinha da bola. E a deixou mansa para Pogba cabecear para o gol desprotegido. Aos 34 minutos, a França abria o placar. O goleiro ainda chegou a fazer outra boa defesa, em chute de Griezmann, mas também não evitou o segundo gol francês, aos 45. Valbuena cruzou rasteiro para a área e Griezmann tentou se antecipar ao goleiro, que saiu atabalhoadamente no lance. A bola bateu em Yobo e entrou.

 

França 2 x 0 Nigéria
França (4-3-3)
1.Lloris 6
2.Debuchy 6
4.Varane 6
21.Koscielny 5,5
3.Evra 6
6.Cabaye 6,5
14.Matuidi 7
19.Pogba 7,5
8.Valbuena 7
><18.Sissoko, 45-2 s/n
9.Giroud 4,5
><11.Griezmann, 17-2
10.Benzema 6
Nigéria (4-2-3-1)
1.Enyeama 5,5
5.Ambrose 6
2.Yobo 6
22.Omeruo 6,5
13.Oshaniwa 5,5
17.Onazi 5,5
><4.Gabriel, 14-2 5,5
10.Mikel 5,5
8.Odemwingie 6
11.Moses 5,5
><19.Nwofor, 44-2 s/n
7.Musa 5,5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display