Honduras 0 x 3 Suíça. O shake do Shaqiri

Em 2010, a Suíça dependia de uma vitória sobre Honduras para se classificar às oitavas-de-final. Não só não conseguiu como ainda correu risco de perder o jogo – que terminou sem gols. Em 2014, a Suíça dependia de uma vitória sobre Honduras para se classificar às oitavas-de-final. O filme repetido teve final diferente graças a um único nome: Shaqiri.

Líder da Suíça campeã mundial sub-17, em 2008, Shaqiri nem é suíço. Nasceu em Gnjilane (antiga Iugoslávia, hoje Kosovo, território reivindicado pela Sérvia) em 1991. Ele estava no time de 2010, mas na reserva. Tinha apenas 18 anos. Passados quatro anos, não deixou o filme se repetir. Fez três gols diante de Honduras e o placar de 3 a 0 garantiu a Suíça nas oitavas.

Shaqiri quase marcou um gol logo a 2 minutos, ao receber a bola de Drmic e chutar em cima do goleiro Valladares. Mas, aos 5, o meia-atacante suíço surpreendeu a todos ao acertar o ângulo direito do goleiro – que caminhou até a bola e só saltou quando era tarde demais. De um lado, o time suíço, que repetia o 4-2-3-1 dos jogos anteriores, dominava. De outro, Honduras (no 4-4-2)  batia cabeça. Exemplo clássico disso aconteceu aos 25 minutos. Em disputa de bola no ar, Figueroa aplicou “um golpe” em seu companheiro Claros, deixando-o no chão, com dores no peito.

O segundo gol suíço saiu aos 30 minutos. Mehmedi roubou bola na intermediária. Inler achou Drmic, que tocou para Shaqiri. Entre os zagueiros, o meia suíço fuzilou. No fim da etapa, os hondurenhos perderam o atacante Costly, que, machucado, deu lugar a Jerry Palacios. E Valladares evitou outros dois gols suíços.

Na etapa final, Honduras teve chances de descontar,com Bengtson e Jerry Palacios – em ambos os casos, a zaga da Suíça tirou em cima da risca. Ficou nisso. Valladares ainda fez mais algumas defesas. Mas não evitou o terceiro gol de Shaqiri, aos 25 minutos. Num contra-ataque fulminante, Rodriguez lançou para Drmic, que passou por Bernardez e rolou para o meia-atacante completar. A Suíça consolidava a classificação. E, com este gol, Shaqiri entrava para o seleto grupo de 51 jogadores que marcaram três ou mais gols em uma partida de Copa.

 

Honduras 0 x 3 Suíça
Honduras (4-4-2)
18.Valladares 6
21.Beckeles 5
5.Bernárdez 5
3.Figueroa 6
6.Juan Carlos García 6
8.Wilson Palacios 5,5
14.Boniek García 5,5
><17.Najar, 32-2 5,5
20.Claros 6
15.Espinoza 5,5
><23.Chávez, int 6
11.Bengtson 5,5
13.Costly 5
><9.Jerry Palacios. 40-1 5
Suíça (4-2-3-1)
1.Benaglio 7
2.Lichtsteiner 7
22.Schär 7
20.Djourou 6,5
13.Rodriguez 7
8.Inler 6,5
11.Behrami 6
10.Xhaka 6
><6.Lang, 32-2 5,5
23.Shaqiri 8,5
><15.Dzemaili, 42-2 s/n
18.Mehmedi 6
19.Drmic 7,5
><9.Seferovic, 28-2 s/n

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display