Croácia 1 x 3 México. Combinação bizarra

Uma vez que ninguém duvidava que o Brasil venceria Camarões, em Brasília, México e Croácia se enfrentaram nesta segunda-feira (23/6) em Recife em duelo direto por uma vaga nas oitavas-de-final da Copa do Mundo.

O México jogava por um empate, mas a maré não começou muito favorável. Graças ao protocolo da Fifa, o time teve que entrar em campo com uma combinação bizarra de camisa verde com listras brancas, calção preto com listras meio vermelhas e meio laranjas e meias vermelhas com listras pretas.

O jogo começou movimentado, com o México no 3-5-2 e a Croácia no 4-2-3-1. No primeiro tempo, Rakitic chegou duro em Vazquez e levou o primeiro cartão amarelo do jogo. Em seguida, Rafa Marquez “devolveu” ao atingir Modric forte na cabeça – o meia teve de sair para receber atendimento médico. Com a bola, Mandzukic chegou a vencer o goleiro Ochoa, de cabeça, mas Aguilar salvou. Do outro lado, Herrera acertou a trave.

Na etapa final, a os croatas, que precisavam da vitória, foram para cima. Mas o México fechou a marcação em cima do meia Modric. E teve assunto para reclamar da arbitragem. Aos 19 minutos, Aguilar cruzou e Srna empurrou Peralta na área. Depois, o lateral croata defenddeu, com o cotovelo, um chute de Guardado. Em seguida, Pletikosa fez grande defesa, com o pé, em chute de Aguilar.

De tanto martelar, o México conseguiu três gols num espaço de 11 minutos. Aos 26 minutos, Herrera cobrou escanteio e Rafa Marquez subiu mais alto que Corluka e cabeceou à esquerda do goleiro. Aos 29, Chicharito Hernandez puxou jogada e tocou para Peralta, que cruzou rasteiro. “El principito” Guardado apareceu na área e marcou 2 a 0. Aos 37, Guardado cobrou escanteio, rafa Marquez deu uma casquinha pelo alto e Chicharito Hernandez, na pequena área, cabeceou para dentro.

Àquela altura, se marcasse mais um gol, o México passaria à frente do Brasil na chave A – ambos naquele momento tinham sete pontos e saldo de quatro gols positivos, já que o Brasil vencia Camarões por 3 a 1. Mas uma combinação bizarra de fatos acabou com o sonho de liderança dos mexicanos. Minutos após o terceiro gol em Recife, os brasileiros marcaram o quarto gol no jogo simultâneo em Brasília. E a Croácia descontou aos 42 minutos. Perisic recebeu um passe de calcanhar de Rakitic na área e bateu cruzado para vazar o goleiro Ochoa pela primeira vez em toda a Copa. Pouco antes do fim, Rebic foi expulso ao acertar Peña. Para o México, pouco importou. O time fazia sua melhor campanha em uma primeira fase de Mundiais desde 1986. E se classificou para enfrentar a Holanda nas oitavas-de-final.

 

Croácia 1 x 3 México
Croácia (4-2-3-1)
1.Pletikosa 6
11.Srna 6
5.Corluka 6
6.Lovren 6
2.Vrsaljko 5,5
><20.Kovacic, 13-2 5,5
3.Pranjic 5
><9.Jelavic, 29-2 s/n
7.Rakitic 6,5
4.Perisic 6,5
10.Modric 6
18.Olic 5,5
><16.Rebic, 24-2 4,5
17.Mandzukic 5,5
México (3-5-2)
13.Ochoa 6,5
2.Rodríguez 6,5
4.Rafa Márquez 8
15.Moreno 6,5
22.Aguilar 7
23.Vázquez 5,5
6.Herrera 7,5
18.Guardado 7
><8.Fabián, 39-2 s/n
7.Layún 5,5
10.Giovani dos Santos 6
><14.Hernández, 17-2 6,5
19.Peralta 6,5
><21.Peña, 34-2 s/n

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display