Estados Unidos 2 x 2 Portugal. Lusos quase naufragam

Quase a nau portuguesa naufraga na Copa do Mundo. Com Cristiano Ronaldo e tudo, a seleção lusa dependeu de um gol aos 49 minutos do segundo tempo para empatar com os Estados Unidos em 2 a 2. Cristiano Ronaldo, por sinal, foi o autor do cruzamento para esse gol salvador, de Varela. O gol deixou Portugal ainda na lanterna do grupo G, com 1 ponto  saldo e quatro gols negativos, mas obter a vaga é possível se o time golear Gana (1 ponto e saldo de -1), na última rodada, e os Estados Unidos (4 pontos e saldo 1) perderem para Alemanha (4 pontos e saldo 4)

Portugal estava cheio de desfalques. O zagueiro Pepe havia sido expulso diante dos alemães. E o lateral Fábio Coentrão se lesionara naquele jogo. Além disso, o time perdeu o atacante Hugo Almeida e o goleiro Rui Patrício, que se machucaram nos treinos entre um jogo e outro. No começo, contudo, tudo parecia correr bem, já que os comandados de Paulo Bento, armados no 4-3-3, se aproveitaram de uma falha do zagueiro norte-americano Cameron. Ele desviou uma bola para trás e a deu nos pés de Nani, que não perdoou. Só que Portugal perdeu mais um jogador por lesão. Aos 15 minutos, Helder Postiga sentiu uma lesão e teve que sair, dando lugar a Éder o que deixou o ataque inoperante.

Mais bem condicionados fisicamente, e armados no 4-2-3-1, os norte-americanos passaram a mandar no jogo. Aos 12 minutos, Dempsey – que atuava como centroavante, e m lugar do machucado Altidore – bateu falta com perigo, rente ao travessão. Ele desperdiçou outras três chances no 1º tempo. Bradley levou perigo em dois chutes de fora da área. E Johnson também assustou o goleiro Beto, aos 31. Portugal ao menos mandou uma bola na trave, com Nani, aos 44 minutos. O time havia se recondicionado, já que o árbitro argentino Nestor Pitana promoveu a primeira parada técnica desta Copa do Mundo, aos 34 minutos, no calor de 30ºC da noite em Manaus.

Os norte-americanos mantiveram o domínio no segundo tempo. Aos 9 minutos, Johnson foi à linha de fundo e cruzou para Bradley marcar, mas Ricardo Costa tirou a bola na linha. Nove minutos depois, os Estados Unidos empataram. Jones driblou um marcador e acertou o canto esquerdo de Beto. Portugal tentou reagir, mas levou outro gol aos 35 minutos. Após bate-rebate na entrada da área, Zusi cruzou da esquerda e Dempsey, de barriga, desviou para o gol.

Mas, assim como a Argentina venceu o Irã porque tinha Messi, Portugal chegou ao empate porque tinha Cristiano Ronaldo, eleito o melhor jogador do mundo em 2013. Ele havia feito pouco até então, mas aos 49 minutos o gajo dominou uma bola na ponta-direita e cruzou com perfeição para Varela, que cabeceou firme à esquerda de Howard.

 

Estados Unidos 2 x 2 Portugal
Estados Unidos (4-2-3-1)
1.Howard 6,5
23.Johnson 6,5
20.Cameron 5,5
5.Besler 6
7.Beasley 5,5
13.Jones 7,5
15.Beckerman 6
11.Bedoya 5
><2.Yedlin, 27-2 5,5
4.Bradley 6,5
19.Zusi 6
><3.González, 45-2 s/n
8.Dempsey 7
><18.Wondolowski, 42-2 s/n
Portugal (4-3-3)
22.Beto 5,5
21.João Pereira 5,5
13.Ricardo Costa 6,5
2.Bruno Alves 5,5
19.André Almeida 6
><6.William Carvalho, int 6
4.Miguel Veloso 6,5
16.Raul Meireles 6
><18.Varela, 24-2 6,5
8.João Moutinho 6
17.Nani 6,5
23.Helder Postiga s/N
><11.Eder, 16-1 5
7.Cristiano Ronaldo 6,5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display