Inglaterra 1 x 2 Itália. O balon do Balotelli

Em 2010, a Inglaterra era cabeça-de-chave. A Itália também. Ambas já se sagraram campeãs mundiais. Para 2014, devido aos critérios da Fifa, as duas seleções não se firmaram entre os cabeças-de-chave. Sortadas no mesmo grupo, fizeram o confronto mais aguardado entre os que não envolviam cabeças-de-chave. A chave da vitória italiana por 2 a 1 foi o atacante Balotelli.

O polêmico atacante italiano parecia sozinho no esquema do técnico Cesare Prandelli – um 4-5-1. Do outro lado, a Inglaterra parecia estar num 4-4-2, com Rooney e Sturridge no ataque. Só parecia. Rooney jogou como um meia pela esquerda, num autêntico 4-2-3-1. Não se sabe como, mas o técnico inglês, Roy Hodgson, não usou o 4-4-2, uma instituição britânica desde… bom, desde o título mundial de 1966.

Balotelli foi a chave por vários motivos. Primeiro, porque arrastou toda a defesa inglesa no momento em que Marchisio recebeu de Verratti e, sozinho, teve calma para dominar e chutar de fora da área, no canto direito de Hart – até ali, a Inglaterra tinha criado as melhores chances.

Se o gol italiano saiu aos 34 minutos, o gol de empate dos ingleses não demorou. Dois minutos depois, Rooney recebeu do arisco Sterling e fez sua melhor jogada em 10 jogos de Copas do Mundo: cruzou na medida para Sturridge completar, na pequena área.

No fim da etapa, Balotelli voltou a aparecer. Ele recebeu na área e foi desarmado por Hart. Recuperou a bola e, ao ver o goleiro e ex-colega de Manchester City adiantado, encobriu-o. Não marcou porque Jagielka salvou em cima da risca.

Mas, aos 5 minutos do segundo tempo, a retaguarda inglesa não foi capaz de parar Balotelli. Ele completou um cruzamento na pequena área e decretou a vitória italiana por 2 a 1. A Inglaterra ainda tentou reagir, mas só teve pernas para jogar mais 15 minutos – e nesse tempo o goleiro Sirigu, substituto de Buffon, segurou as pontas quando necessário. Depois, sucumbiu ao calor de Manaus (31ºC). Bem que Hodgson havia dito que Manaus era a cidade a ser evitada pelos ingleses…

 

Inglaterra (4-2-3-1)
1.Hart 5,5
2.Johnson 5,5
5.Cahill 5
6.Jagielka 6
3.Baines 5,5
4.Gerrard 6
14.Henderson 6
><7.Wilshire, 28-2 s/n
11.Welbeck 6
><21.Barkley, 16-2 6
19.Sterling 6,5
10.Rooney 6
9.Sturridge 6,5
><20.Lallana, 35-2 s/n
Itália (4-1-4-1)
12.Sirigu 7
4.Darmian 6
15.Barzagli 6
20.Paletta 6
3.Chiellini 6,5
16.Rossi 6,5
6.Candreva 7
><18.Parolo, 34-2 s/n
23.Verratti 6,5
><5.Thiago Motta, 12-2 6
21.Pirlo 6,5
8.Marchisio 6,5
9.Balotelli 7
><17.Immobile, 28-2 s/n

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display