Um relâmpago atrativo para Honduras x Equador

Honduras x Equador, em Curitiba, tende a ser o pior jogo da Copa do Mundo, pelo menos em termos de atratividade. Trata-se dois países sem expressão futebolística (cada um disputou apenas duas Copas na história), sem grandes times, sem grande população (portanto, sem grande potencial de turistas), sem apelos étnicos ou religiosos para atrair torcedores. E sem craques. Mas descobriu-se um atrativo: nesse cotejo deverá estar em campo o jogador mais rápido do mundo: Antonio Valencia, equatoriano, meia do Manchester United.

Segundo uma nota divulgada pela Fifa, Valencia é o líder em um ranking que aponta os jogadores de futebol mais velozes do mundo. O equatoriano atinge a velocidade máxima de 35,1 km/h. É mais rápido que os supercraques Cristiano Ronaldo e Messi e também supera jogadores sabidamente velocistas, como o holandês Robben. A lista traz apenas jogadores de grandes ligas da Europa.

A título de comparação, o jamaicano Usain Bolt, bicampeão olímpico dos 100 metros livres, alcança a marca de 37,6 km/h.

Os dez jogadores mais velozes do mundo, segundo a Fifa:

1º Antonio Valencia (EQU) (Manchester United, ING) – 35,1 Km/h

2º Garreth Bale (GAL) (Real Madrid, ESP) – 34,7 Km/h

3º Aaron Lennon (ING) (Tottenham, ING) – 33,8 Km/h

4º Cristiano Ronaldo (POR) (Real Madrid, ESP) – 33,6 Km/h

5º Theo Walcott (ING) (Arsenal, ING) – 32,7 Km/h

6º Lionel Messi (ARG) (Barcelona, ESP) – 32,5 Km/h

7º Wayne Rooney (ING) (Manchester United, ING) – 31,2 Km/h

8º Franck Ribéry (FRA) (Bayern de Munique, ALE) – 30,7 Km/h

9º Arjen Robben (HOL) (Bayern de Munique, ALE) – 30,4 Km/h

10º Alexis Sánchez (CHI) (Barcelona, ESP) 30,1 Km/h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display