Paraguai 0 x 0 Nova Zelândia – Times felizes, torcida nem tanto

O Paraguai só não queria perder. A Nova Zelândia precisava vencer, mas não acreditava no próprio potencial e achava que era mais negócio também não perder. Desta forma, ambos fizeram um jogo burocrático nesta quinta-feira (24/6), que terminou sem gols. O placar satisfez a ambos. Os paraguaios terminaram em primeiro no grupo F, à frente da poderosa Itália, e enfrentam o Japão na próxima fase. Os neozelandeses ficaram sem a vaga, mas com uma marca histórica: terminaram a Copa sem perder nenhum jogo — empataram todos. Nada ma para quem era visto como o saco-de-pancadas da chave.

O Paraguai tinha como desfalques o zagueiro Alcaraz e o lateral Bonet — Júlio Cáceres e o veterano Caniza, que está em sua 4ª Copa, entraram no time. Taticamete, a maniera de jogar não era diferente da partida anterior, quando o time derrotou a Eslováquia. O apetite é que não se repetia. Apesar do controle do jogo, não houve chance significativas de gol. A Nova Zelândia, por sua vez, precisava vencer, uma vez que saboa que a Eslováquia lhe tirava a vaga ao derrotar a Itália. Mas apenas se defendeu. Parecia conformada com o destino. E feliz por ser um dos invictos da Copa.

PARAGUAI 0
Villar; Caniza, Julio Caceres, Da Silva e Morel Rodriguez; Victor Cáceres, Vera e Riveros; Santa Cruz, Cardozo (Barrios) e Valdez (Benitez). Técnico: Gerardo Martino

NOVA ZELÂNDIA 0
Paston; Reid, Nelsen, Smith e Lochhead; Bertos, Vicelich, Elliott, Fallon (Wood) e Killen (Brockie); Smeltz. Técnico: Ricki Herbert

Local: estádio Peter Mokaba, em Polokwane
Juiz: Yuchi Nishimura (Japão)
Cartões amarelos: Victor Cáceres, Santa Cruz (P) e Nelsen (N)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display