Grécia 2 x 1 Nigéria – Fim da tragédia grega

O grande trauma da Grécia era estar em uma Copa do Mundo sem conseguir fazer gol. Em 1994, foram três derrotas (para Argentina, Nigéria e Bulgária) sem um golzinho pró sequer. Na estreia em 2010, levou 2 a 0 da Coreia do Sul. Mas a tragédia grega acabou nesta quinta-feira (17/6), diante da Nigéria. Não só isso: conseguiu a primeira vitória em Mundiais — o placar foi de 2 a 1 — e ainda obteve a primeira vitória de virada nos gramados africanos.

A Nigéria trocou dois jogadores em relação à partida de estreia — entraram Odemwingie no ataque e Uche no meio — e começou melhor. Aos 16 minutos, Uche marcou o primeiro gol de falta da Copa — meio sem querer, pois o cruzamento para a área entrou direto sem que ninguém tocasse na bola. A vitória parecia encaminhada até que o meia Kaita resolveu bancar o machão, empurrando e chutando o grego Torosidis, aos 34 minutos. Acabou expulso. Para aproveitar a vantagem numérica, o técnico da Grécia, o alemão Otto Rehaggel, trocou o volante Papastathopoulos pelo atacante Samaras e mandou o time à frente. Aos 44 minutos, Salpingidis chutou de fora da área, a bola desviou na zaga e entrou. Era, enfim, o primeiro gol grego em Mundiais.

Na segunda etapa, com um jogador a mais, a Grécia manteve o domínio, e suas investdas foram consagrando o goleiro Enyeama — entre outras intervenções, ele salvou um gol certo de Samaras, de cabeça. Mas, aos 26 minutos, o goleirão falhou ao dar rebote em um chute de Tzisiolis e Torosidis marcou no rebote. Mesmo assim, Enyeama foi eleito pela Fifa como o melhor jogador da partida.

Para se classificar, a Grécia precisa vencer a Argentina, ou obter ao menos um empate, desde que a Nigéria derrote a Coreia. Os nigerianos ainda estao no páreo. Conseguem a vaga se baterem os coreanos e a Grécia perder. A Coreia precisa ao menos de um empate na última rodada e de um tropeço dos gregos.

GRÉCIA 2
Tzorvas; Kyrgiakos, Vyntra, Papadopoulos e Torosidis; Papastathopoulos (Samaras), Tzisiolis, Katsouranis, Salpingidis e Karagounis; Gekas (Ninis). Técnico: Otto Rehhagel

NIGÉRIA 1
Enyeama; Odiah, Yobo, Shittu e Taiwo (Echiejile) (Afolabi); Etuhu, Haruna, Kaita e Uche; Odemwingie (Obasi) e Yakubu. Técnico: Lars Lagerback

Gols: Uche (16-1º), Salpingidis (44-1º), Torosidis (26-2º)
Local: estádio Free State, em Bloemfontein
Juiz: Oscar Ruiz (Colômbia)
Cartões amarelos: Sokratis, Tziolis, Samaras (G) e Obasi (N)
Cartões vermelhos: Kaita (34-1º)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display