Manual de segurança para a África

O International News Safety Institute (INSI) redigiu um manual de dicas de segurança para jornalistas que irão cobrir a Copa do Mundo na África do Sul. O manual completo pode ser visto na página principal do site http://www.newssafety.org. Ha um link para tradução em português, mas por ora não está funcionando. 

O documento apresenta um panorama da violência na África do Sul — sobretudo em sua maior cidade, Johhanesburgo — e aconselha que os correspondentes internacionais troquem informações com os jornalistas locais sobre questões de segurança pessoal. O manual cita dados da CIA que indicam o país como o primeiro colocado em homicídios e estupros no mundo; o segundo na lista de violência com armas de fogos e sequestros; e o terceiro do planeta em assaltos e roubos de carros. Além disso, fala do problema da aids. “Aproximadamente 19% dos sul africanos (entre 15 e 49 anos) estão infectados com o HIV. A maior rota de transmissão é da mãe para o bebê ou sexo heterossexual”, alerta o INSI.

A cartilha de segurança trata, principalmente, de estratégias para o deslocamento em território sul-africano, mas também fornece informações a respeito de cuidados considerados secundários, como saúde e hospedagem. “Não ande pelas ruas da cidade sozinho à noite e evite certas áreas de dia. Seja aconselhado por jornalistas locais. Seu hotel também dará bom aconselhamento. Não vá às cidades satélites sozinho em nenhum momento – sempre leve um guia local”, adverte um trecho do manual, acrescentando que ficar em hotéis é uma alternativa segura. “Em casas alugadas, muitas pessoas são atacadas, mesmo dentro das residências”, completa o texto. As informações são do Portal da Imprensa.

As normas podem assustar jornalistas europeus, asiáticos e norte-americanos. Para eles, o cotidiano sul-africano parece pertencer ao período medieval. Mas, para os brasileiros, não há conselho nenhum que não sirva para qualquer pessoa em grandes metrópoles brasileiras. Aliás, fora os dados com a aids, a tendência é que esse manual seja repetido para 2014…

Um pensamento sobre “Manual de segurança para a África

  1. Pingback: Tweets that mention Manual de segurança para a África | O Mundo das Copas -- Topsy.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display